En
 
   English Português  
AIM: HZM 3,50 GBX
TSX: HZM 0,07 CAD
Desenvolver o projeto de níquel principal seguinte no Brasil
 

Níquel, feito para durar.

Veja como o níquel contribui para a sustentabilidade

Empresas de recursos naturais buscam novas políticas de sustentabilidade não apenas para melhorar sua responsabilidade social, mas também para atrair investidores e fundos.

Uma pesquisa realizada pelo jornal britânico Morningstar (CNBC) concluiu que 72% de todos os investidores estão interessados de alguma forma em investimentos sustentáveis. A mesma pesquisa também demonstra que embora investidores jovens tenham a reputação de ter em mente investimentos em causas sociais e ambientais, o interesse nesses investimentos na verdade atravessa gerações.

Além de ser um material infinitamente reciclável, o níquel é um facilitador de outras tecnologias que contribuem para a sustentabilidade. Um grande exemplo é a energia solar concentrada, onde as ligas de níquel são essenciais para resistir a altas temperaturas.

O níquel também é uma das matérias-primas críticas para conduzir o mundo para uma realidade eletrificada, importante para combater o aquecimento global. Veículos elétricos (EVs) contêm baterias que podem ser recicladas e sua adaptação está acontecendo rapidamente A Melhoria do Armazenamento de Energia Elétrica (ES), envolvendo baterias contendo níquel, é cada vez mais importante para fornecer estabilidade à rede elétrica, melhorando a eficiência e a confiabilidade das fontes de energia eólica e solar.

O níquel não é apenas importante para a sustentabilidade, mas também para o desenvolvimento humano. Na medicina, materiais contendo níquel, incluindo aços inoxidáveis, são reconhecidos há décadas como seguros, fáceis de limpar e higiênicos. A Engenharia e a Arquitetura também conhecem os benefícios da força que a liga de níquel oferece. Um exemplo recente pode ser visto no Canadá, que inaugurou uma ponte entre a cidade de Quebec e as comunidades do leste do Canadá por 58 anos com uma nova ponte de aço inoxidável de 17.000 toneladas projetada para uma vida útil de 125 anos. A análise extensiva do custo do ciclo de vida demonstrou a relação custo-benefício do uso de materiais mais duráveis em todos os elementos principais. Três tipos de ligas foram utilizados, todos contendo cromo e níquel. O resultado: design elegante, durabilidade e segurança.

Tendo um papel tão importante no mundo elétrico, bem como o desenvolvimento das cidades, podemos considerar o níquel como o “metal verde”.

Champlain Bridge



A Ponte Champlain, de 3,4 km de extensão, é a mais movimentada do Canadá, transportando mais de 50 milhões de veículos por ano e cerca de 11 milhões de usuários em trânsito. Reinaugurada em 1 de julho de 2019.

Fontes:
CNBC
Nickel Institute.



Voltar Para Notícias
Switch to desktop view