Vermelho Nickel-Cobalt Project

 


Close Preço do Níquel US$/t
US$12,000/t
US$28,000/t
NPV8 pós-imposto
TIR pós-imposto
Fluxo de caixa livre sobre o Tempo de Vida da Mina
(após o retorno do capital)
Payback period
(after taxation)
Custo de capital
*The above NPV Calculator is based on the Vermelho nickel project Feasibility Study.

En
 
   English Português  
AIM: HZM 3,14 GBX
TSX: HZM 0,07 CAD
Desenvolver o projeto de níquel principal seguinte no Brasil
 
 
 
Projeto Vermelho

Um projeto avançado de Níquel-Cobalto

O PROJETO VERMELHO DE NÍQUEL COLBATO

Além do projeto Araguaia de ferro-níquel, desenvolvido pela Horizonte, o Grupo detém 100% do projeto Vermelho de níquel-cobalto. Vermelho é um projeto com recurso escalável de alto grau, localizado no Distrito Mineiro de Carajás, no Estado do Pará, nordeste do Brasil. A área possui infraestrutura bem desenvolvida, incluindo rodovias, ferrovias e energia hidrelétrica, como resultado da atividade de mineração em Carajás.

O Vermelho foi desenvolvido primeiramente pela Vale (anteriormente CVRD — Companhia Vale do Rio Doce) com o objetivo de se tornar sua principal operação de níquel-cobalto. Foi realizado um extenso trabalho nas etapas de Projeto (Avaliação Econômica Preliminar ou PEA), PFS e Estudo de Viabilidade (FS). Isso incluiu programas de sondagem e abertura de poços que totalizam 152.000 m, testes pilotos e estudos detalhados de engenharia. O projeto avançou para fase de Estudo de Viabilidade, com a Vale relatando uma decisão de construçãoem 2005, no entanto, no fim do ano, a VALE optou por suspender o projeto após aquisição da empresa canadense de níquel INCO.

A Horizonte realizou um Estudo de Pré-Viabilidade (PFS), cujos resultados foram publicados no final de 2019, que confirmaram Vermelho como um projeto Nível 1, com grande recurso de alto teor, uma longa vida útil da mina e fornecimento de baixo custo de sulfato de níquel para a indústria de baterias. Esse PFS foi realizado com foco na estratégia escolhida pela Horizonte e considerando os últimos avanços na tecnologia de beneficiamento.

O PFS do Vermelho abrange uma operação de lavra planejada de níquel laterítico a céu aberto que explora inúmeras cavas diferentes. O processo hidrometalúrgico compreende uma planta de beneficiamento onde o minério é submetido a preparação e classificação antes de alimentar a Planta de Lixiviação Ácida de Alta Pressão (HPAL) que produz os sulfatos. O Projeto extrai 141,3 milhões de toneladas (Mt) de Reserva Mineral para produzir 924 kt de níquel extraído do sulfato de níquel, 36 kt de cobalto extraído do sulfato de cobalto e 4,48 Mt de subproduto vendável, kieserita (uma forma de fertilizante) durante a vida útil de 38 anos.

A vida útil da mina de 38 anos do PFS geram fluxos de caixa livre após tributação de US$ 7,3 bilhões, gerando uma TIR superior a 26% sobre um custo de capital inicial de US$ 652 milhões e custo efetivo C1 de US$ 8.029/t Ni (preço consensual de níquel aplicado de US$ 16.400/tonelada).

Switch to desktop view