En
 
   English Português  
AIM: HZM 3,50 GBX
TSX: HZM 0,07 CAD
Desenvolver o projeto de níquel principal seguinte no Brasil
 

Conheça Brunna Pajanoti, Geóloga da Horizonte localizada em Conceição do Araguaia

Brunna Pajanoti é uma das Geólogas responsáveis pela condução do Projeto Araguaia em Conceição do Araguaia (Estado do Pará/Brasil). Ela trabalha no Projeto Araguaia, possui uma carreira de sucesso na área da Mineração.

Brunna nasceu no Paraná, formou-se em Geologia e possui um mestrado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá. Nesta entrevista, Brunna fala sobre seu desejo de trabalhar nas ciências desde a infância, seus pontos de vista sobre a diversidade de gênero na indústria de mineração e a vida como profissional na Horizonte Minerals.

Você está trabalhando há 8 anos na área da Mineração. O que a motivou para essa escolha?

Eu escolhi a mineração como uma profissão por estar relacionado ao meu desejo de entender de onde os materiais se originavam, que foi algo que me interessou desde a minha infância. Desde criança, eu realmente gostei de fazer contato e tentar entender tudo o que veio da Terra. A geologia, no momento da escolha e entre as opções, foi a ciência que me mostrou que eu poderia dar continuidade, ao longo da vida profissional, a algo que eu sempre tive ligação.

Você pode descrever seu trabalho para o Projeto Araguaia na Horizonte Minerals Brasil?

Eu iniciei na Horizonte Minerals ainda no início das campanhas de sondagem exploratórias, desde então, estive engajada nas atividades de pesquisa e exploração, incluindo as campanhas de sondagem, pesquisa e mapeamento de novas áreas, análise dos dados e qualidade de amostragens para definição dos depósitos, estudos geotécnicos e hidrogeológicos, relatórios e acompanhamento de ações aos orgãos competentes. Além disso, esporadicamente, estive em atividades de monitoramentos ambientais e ações sociais.

Você acha que o setor mudou desde que você começou?

Vejo que as mudanças estão bastante relacionadas as novas tecnologias. Acredito que o acesso à informação e a implantação de novas tecnologias no ramo da pesquisa e mineração tem trazido a nós profissionais grandes avanços na habilidade do entendimento, agilidade e segurança dos processos. No entanto, acredito também, que ainda há muito o que evoluir nas questões socio-ambientais, para que a população em geral tenha um maior entendimento em relação ao que é e o que a mineração faz em prol da sociedade.

E em termos de diversidade, embora falemos muito sobre “mulheres na mineração”, você vê uma mudança para uma conversa mais ampla sobre diversidade em geral?

O cenário tem evoluído bastante nos últimos 10 anos. Vejo que algumas empresas hoje já possuem mais a “mentalidade” da política e cultura na contratação de mulheres na mineração, a Horizonte é um exemplo delas. No meu início de carreira em outra empresa, cheguei a ser a única mulher em meio a uma equipe de cem homens por um bom período, sendo que aos poucos, o cenário foi se atualizando. Hoje vemos um aumento das mulheres em cargos de todos os níveis e que desempenham atividades de extrema importância em nosso meio. 

Brunna

Suas decisões são essenciais para a proteção do meio ambiente, das pessoas que vivem na área e dos trabalhadores. Que medidas de segurança o Horizonte toma?

Horizonte possui procedimentos e Valores da Empresa muito rigorosos, o que garante que questões de saúde, segurança e meio ambiente estejam sempre no topo da nossa lista de prioridades. Durante todos esses anos em que a empresa está operando, questões de segurança são identificadas, discutidas e planos de mitigação implementados antes de qualquer atividade operacional. Também refletimos sobre questões de segurança durante e após as atividades operacionais, e realizamos uma revisão anual para garantir a continuidade melhoria. Não tivemos uma única lesão por tempo perdido este ano.

O sucesso profissional é compatível com a vida familiar?

Sim. Como toda profissão, há algum bônus e ônus, no meu caso especificamente, tudo o que consegui nos meus quase 10 anos de carreira é o resultado do meu trabalho como geóloga e todo dedicado à pesquisa e exploração / mineração. No entanto, temos uma programação de fly-in e fly-out que me permite ter um tempo importante para a família todos os meses. A parte mais difícil é sempre a distância da família e do lar, mas nada me impede de querer me desenvolver e me dedicar como profissional. Tenho muito orgulho da minha profissão.

Quais são as chaves para o sucesso profissional?

Dedicação, empenho, ética e caráter, tanto na vida profissional como pessoal.

 





Voltar Para Notícias
Switch to desktop view