En
 
   English Português  
AIM HZM 8,95 GBX
TSX HZM 0,15 CAD
Desenvolver o projeto de níquel principal seguinte no Brasil
12/08/2020 Download .pdf version

HORIZONTE ANUNCIA EXECUÇÃO DE MANDATO PARA OBTENÇÃO DE DÍVIDA SENIOR (PROJECT FINANCE) DE US$325 MILHÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO ARAGUAIA

A Horizonte Minerals Plc, (AIM: HZM, TSX: HZM) (‘Horizonte’ ou ‘a Companhia’) companhia de desenvolvimento de níquel com foco no Brasil, tem o prazer de anunciar que executou um mandato para providenciar a obtenção de instrumento sênior de Project Finance de até US$325 milhões (o ‘Mandato’) com o objetivo de financiar a construção e o desenvolvimento de seu projeto Araguaia de ferroníquel no Brasil (‘Araguaia’ ou ‘o Projeto’).

Um consórcio de cinco instituições financeiras internacionais, incluindo BNP Paribas ('BNPP'), ING Capital LLC ('ING'), Mizuho Bank, Ltd. ('Mizuho'), Natixis, New York Branch ('Natixis'), e Société Générale, atuará como Mandated Lead Arrangers ('MLA's'). O Mandato formal segue a assinatura de um termo de compromisso indicativo e não vinculante (‘Termo de Compromisso’) para uma linha de crédito de até US$325 milhões (a ‘Linha de Crédito’).

A execução do Mandato é um marco fundamental no processo de project finance para o desenvolvimento do Araguaia. BNPP, ING, Mizuho, Natixis e Société Générale têm ampla experiência no financiamento de projetos de mineração greenfield e foram escolhidos como Mandated Lead Arrangers devido à sua ampla experiência em financiamento de projetos na América Latina e à capacidade de suas equipes especializadas na indústria de mineração.

O fechamento da operação para obtenção da Linha de Crédito, que tem como alvo o final do ano-calendário 2020, permanece sujeito à conclusão de due diligence, em forma e substância, de maneira satisfatória aos MLAs, aprovações finais de crédito e execução da documentação definitiva da Linha de Crédito.

A documentação definitiva da Linha de Crédito incluirá os termos e condições habituais de project finance, bem como um acordo abrangente entre credores. Os desembolsos a serem realizados através da Linha de Crédito estarão sujeitos a condições precedentes habituais a esse tipo de transação.

Jeremy Martin, CEO da Horizonte, comentou, “O mandato de cinco instituições financeiras internacionais, com forte histórico de mineração e metais, para providenciar uma ampla linha de crédito sênior é uma conquista significativa para a Horizonte. Esta linha de crédito cobrirá uma parte significativa do capex pré-produção necessário para completar a construção da Fase 1 do Araguaia. Estamos visando à conclusão do pacote de financiamento para o Projeto até o final de 2020, desde que as restrições relacionadas à pandemia de Covid-19 não causem atrasos adicionais. O nosso objetivo é iniciar a construção no início de 2021.

O interesse de instituições financeiras de primeira linha valida ainda mais o status do Araguaia como um projeto de níquel Tier 1 e será o primeiro dos nossos dois projetos de níquel, 100% próprios, a passar para a fase de construção. Este marco considerável nos aproxima do nosso objetivo de nos tornarmos um produtor de níquel. Nossa expectativa é seguir atualizando o mercado ao longo deste ano sobre o nosso progresso.”

A Endeavour Financial está atuando como assessora financeira da Companhia. A Norton Rose Fulbright LLP está atuando como consultora jurídica da Companhia.

Este anúncio contém informações privilegiadas para efeitos do artigo 7 do Regulamento (UE) nº 596/2014

Para mais informações visite www.horizonteminerals.com ou entre em contato:

 

Horizonte Minerals plc

Jeremy Martin (CEO)

Anna Legge (Comunicação Corporativa)

+44 (0) 203 356 2901

a.legge@horizonteminerals.com

Peel Hunt (NOMAD & Broker)

 

Ross Allister

David McKeown

+44 (0)20 7418 8900

Tavistock (Financial PR)

Gareth Tredway

Annabel de Morgan

+44 (0) 207 920 3150

horizonte@tavistock.co.uk

Sobre a Horizonte Minerals:

A Horizonte Minerals plc é uma companhia de desenvolvimento de níquel focada no Brasil listada nas bolsas de valores de Londres (AIM) e Toronto (TSX). A Companhia está desenvolvendo o projeto Araguaia, como a próxima grande mina de ferroníquel no Brasil, e o projeto Vermelho de níquel-cobalto, com o objetivo de fornecer níquel e cobalto ao mercado de baterias de veículos elétricos. Ambos os projetos são 100% pertencentes à Companhia.

 

DECLARAÇÃO DE ADVERTÊNCIA EM RELAÇÃO A INFORMAÇÕES PROSPECTIVAS

Exceto por declarações de fatos históricos relacionados à Companhia, determinadas informações contidas neste comunicado à imprensa constituem "informações prospectivas" sob a legislação canadense de valores mobiliários. As informações prospectivas incluem, mas não estão limitadas a, declarações relacionadas ao potencial dos projetos minerais atuais ou futuros da Companhia; o sucesso das atividades de exploração e mineração; custo e tempo de exploração, produção e desenvolvimento futuros; a estimativa dos recursos minerais e reservas e a capacidade da Companhia para atingir seus objetivos em relação ao crescimento de seus recursos minerais; e a realização de estimativas de reservas e recursos minerais. Geralmente, as informações prospectivas podem ser identificadas pelo uso de terminologia prospectiva, como "planeja", "espera" ou "não espera", "é esperado", "orçamento", "programado", "estima", "projeta", "pretende", "prevê" ou "não prevê", ou "acredita", ou variações de tais palavras e frases ou declarações que determinadas ações, eventos ou resultados "podem", "poderiam", "seriam", "serão considerados", "ocorrem" ou "são alcançados". As informações prospectivas são baseadas em premissas, estimativas, análises e pareceres razoáveis da administração, feitos à luz de sua experiência e sua percepção das tendências, condições atuais e desenvolvimentos esperados, bem como outros fatores que a administração acredita serem relevantes e razoáveis nas circunstâncias presentes na data em que tais declarações são feitas, e estão inerentemente sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos, incertezas e outros fatores que podem fazer com que os resultados reais, nível de atividade, desempenho ou realizações da Companhia sejam substancialmente diferentes daqueles expressos ou implícitos por tais informações prospectivas, incluindo, entre outros, riscos relacionados a: riscos de exploração e mineração, competição de concorrentes com maior capital; a falta de experiência da Companhia em relação às operações de mineração em fase de desenvolvimento; flutuações nos preços dos metais; riscos não segurados; requisitos ambientais e outros requisitos regulatórios; exploração, mineração e outras licenças; as obrigações de pagamentos futuros da Companhia; potenciais disputas em relação ao título da Companhia a, e a área de, suas concessões de mineração; a dependência da Companhia de sua capacidade de obter financiamento suficiente no futuro; a dependência da Companhia de suas relações com terceiros; as joint ventures da Companhia; o potencial de flutuações cambiais e instabilidade política ou econômica nos países em que a Companhia atua; flutuações cambiais; a capacidade da Companhia de gerenciar seu crescimento de forma eficaz; o mercado de negociação das ações ordinárias da Companhia; incerteza com relação aos planos da Companhia de continuar a desenvolver suas operações e novos projetos; a dependência da Companhia do pessoal chave; possíveis conflitos de interesse dos conselheiros e diretores da Companhia e diversos riscos associados à estrutura legal e regulatória dentro da qual a Companhia atua. Embora a administração da Companhia tenha tentado identificar fatores importantes que poderiam causar resultados reais materialmente diferentes daqueles contidos em informações prospectivas, pode haver outros fatores que fazem com que os resultados reais não sejam como os previstos, estimados ou pretendidos. Não pode haver garantia de que tais declarações se mostrarão precisas, pois os resultados reais e eventos futuros podem diferir materialmente daqueles previstos em tais declarações.