En
 
   English Português  
AIM HZM 7,95 GBX
TSX HZM 0,14 CAD
Desenvolver o projeto de níquel principal seguinte no Brasil
25/02/2021 Download .pdf version

EMISSÃO DA LICENÇA DA LINHA DE TRANSMISSÃO PARA O PROJETO ARAGUAIA

A Horizonte Minerals Plc, (AIM: HZM, TSX: HZM) (‘Horizonte’ ou ‘a Empresa’) a empresa de níquel com foco no Brasil, anuncia que foi concedido o conjunto de licenças para a construção da linha de transmissão do Projeto de Ferroníquel Araguaia (‘Araguaia’ ou ‘o Projeto’), 100% de propriedade da Empresa.

O conjunto aprovado inclui a Licença Prévia, a Licença de Instalação e as licenças de fauna e flora relacionadas. Essas licenças foram concedidas pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará ('SEMAS').

Esse conjunto de licenças permite a construção de uma linha de transmissão de 120 km, com 230KV, e a respectiva subestação. A linha de transmissão conectará o Araguaia ao sistema elétrico nacional e atenderá toda a demanda de energia para o Projeto na capacidade nominal.

Jeremy Martin, CEO da Horizonte, comentou: "O Araguaia já está totalmente licenciado para começar a construção. A emissão do conjunto de licenças de energia é um passo crítico no nosso caminho para a produção, e reduz ainda mais os riscos do Projeto ao garantir toda a necessidade de energia para operação comercial. A energia fornecida será hidrelétrica, que é um fator-chave na capacidade de produzir com baixa emissão de CO2 por tonelada de produto, em linha com outros produtores de ferroníquel no Brasil, posicionando o Araguaia entre os 50% que menos emitem carbono para a produção de níquel no mundo. Esperamos atualizar o mercado sobre o andamento do Araguaia nos próximos meses.”

Para mais informações, visite www.horizonteminerals.com ou entre em contato:

Horizonte Minerals plc
Jeremy Martin (CEO)
Anna Legge (Comunicação Corporativa)

info@horizonteminerals.com
+44 (0) 203 356 2901

Peel Hunt (NOMAD & Broker)
Ross Allister
David McKeown

+44 (0)20 7418 8900

 

Sobre a Horizonte Minerals:
A Horizonte Minerals plc é uma empresa de desenvolvimento de níquel focada no Brasil listada nas
bolsas de valores de Londres (AIM) e Toronto (TSX). A Empresa está desenvolvendo o Projeto Araguaia,
como a próxima grande mina de ferroníquel no Brasil, e o Projeto Vermelho de Níquel Cobalto, com
o objetivo de fornecer níquel e cobalto ao mercado de baterias de veículos elétricos. Os dois projetos
são 100% pertencentes à Empresa.


DECLARAÇÃO DE ADVERTÊNCIA EM RELAÇÃO A INFORMAÇÕES PROSPECTIVAS


Exceto por declarações de fatos históricos relacionados à Empresa, determinadas informações contidas neste comunicado à imprensa constituem "informações prospectivas" sob a legislação canadense de valores mobiliários. As informações prospectivas incluem, mas não estão limitadas a, declarações relacionadas ao potencial dos projetos minerais atuais ou futuros da Empresa; o sucesso das atividades de exploração e mineração; custo e tempo de exploração, produção e desenvolvimento futuros; a estimativa dos recursos minerais e reservas e a capacidade da Empresa para atingir seus objetivos em relação ao crescimento de seus recursos minerais; e a realização de estimativas de reservas e recursos minerais. Geralmente, as informações prospectivas podem ser identificadas pelo uso de terminologia prospectiva, como "planeja", "espera" ou "não espera", "é esperado", "orçamento", "programado", "estima", "projeta", "pretende", "prevê" ou "não prevê", ou "acredita", ou variações de tais palavras e frases ou declarações que determinadas ações, eventos ou resultados "podem", "poderiam", "seriam", "serão considerados", "ocorrem" ou "são alcançados". As informações prospectivas são baseadas em premissas, estimativas, análises e pareceres razoáveis da administração, feitos à luz de sua experiência e sua percepção das tendências, condições atuais e desenvolvimentos esperados, bem como outros fatores que a administração acredita serem relevantes e razoáveis nas circunstâncias presentes na data em que tais declarações são feitas, e estão inerentemente sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos, incertezas e outros fatores que podem fazer com que os resultados reais, nível de atividade, desempenho ou realizações da Empresa sejam substancialmente diferentes daqueles expressos ou implícitos por tais informações prospectivas, incluindo, entre outros, riscos relacionados a: riscos de exploração e mineração, competição de concorrentes com maior capital; a falta de experiência da Empresa em relação às operações de mineração em fase de desenvolvimento; flutuações nos preços dos metais; riscos não segurados; requisitos ambientais e outros requisitos regulatórios; exploração, mineração e outras licenças; as obrigações de pagamentos futuros da Empresa; potenciais disputas em relação ao título da Empresa a, e a área de, suas concessões de mineração; a dependência da Empresa de sua capacidade de obter financiamento suficiente no futuro; a dependência da Empresa de suas relações com terceiros; as joint ventures da Empresa; o potencial de flutuações cambiais e instabilidade política ou econômica nos países em que a Empresa atua; flutuações cambiais; a capacidade da Empresa de gerenciar seu crescimento de forma eficaz; o mercado de negociação das ações ordinárias da Empresa; incerteza com relação aos planos da Empresa de continuar a desenvolver suas operações e novos projetos; a dependência da Empresa do pessoal chave; possíveis  conflitos de interesse dos conselheiros e diretores da Empresa e diversos riscos associados à estrutura legal e regulatória dentro da qual a Empresa atua. Embora a administração da Empresa tenha tentado identificar fatores importantes que poderiam causar resultados reais materialmente diferentes daqueles contidos em informações prospectivas, pode haver outros fatores que fazem com que os resultados reais não sejam como os previstos, estimados ou pretendidos. Não pode haver garantia de que tais declarações se mostrarão precisas, pois os resultados reais e eventos futuros podem diferir materialmente daqueles previstos em tais declarações.