Stage 1
Stage 2

 


Close Preço do Níquel US$/t
US$12,000/t
US$28,000/t
NPV8 pós-imposto
TIR pós-imposto
Fluxo de caixa livre sobre o Tempo de Vida da Mina
(após o retorno do capital)
Payback period
(after taxation)
Custo de capital
*A calculadora NPV acima se baseia no Estudo de Viabilidade do projeto Araguaia de níquel, incluindo os resultados da expansão
da segunda fase apresentados no relatório 43-101 e publicado no SEDAR em Dezembro de 2018

En
 
   English Português  
AIM: HZM 1,85 GBX
TSX: HZM 0,03 CAD
Desenvolver o projeto de níquel principal seguinte no Brasil

O Projeto Araguaia - Níquel

A Horizonte está desenvolvendo seu projeto Araguaia de níquel, 100% de sua propriedade, como a próxima maior mina de ferro-níquel do Brasil. O Araguaia é um projeto de mineração Nível 1 com um recurso escalável de alto teor, localizado ao sul do distrito mineiro de Carajás, no Estado do Pará, norte do Brasil. A área possui infraestrutura bem desenvolvida, incluindo estradas, ferrovias e energia hidrelétrica, como resultado da atividade de mineração em Carajás.

O recém concluído Estudo de Viabilidade (FS) compreende uma operação de níquel laterítico em uma mina a céu aberto, que extrairá o minério a partir de diversas cavas, sendo processado em uma planta industrial de processamento metalúrgico central RKEF. O processo metalúrgico compreende um forno elétrico rotativo de linha única (RKEF) para extrair o FeNi do minério laterítico. Após um período inicial de preparação, a planta industrial atingirá a capacidade total de aproximadamente 900.000 toneladas de minério seco por ano para produzir 52.000 toneladas de ferroníquel contendo 14.500 toneladas de níquel, por ano. O produto FeNi será transportado por rodovia para o porto de Vila do Conde, ao norte do Estado, para venda a clientes no exterior.

A vida inicial da mina de 28 anos, de acordo com o Estudo de Viabilidade, gera fluxos de caixa livres após impostos de US $ 1,6 bilhão retornando uma TIR (Taxa Interna de Retorno) de mais de 20%, com um custo de capital inicial de US $ 443 milhões com recursos minerais suficientes para estender a vida útil da mina para além do período de 28 anos.

O projeto foi desenhado para permitir a instalação de uma segunda planta de processamento RKEF, que dobraria a capacidade do Araguaia de produzir FeNi.

No dia 12 de dezembro de 2018, a Horizonte anunciou a publicação do Estudo de Viabilidade do Araguaia no SEDAR. O Estudo foi preparado de acordo com a regulamentação Nacional 43-101 – Padrões para divulgação de projetos de mineração (NI 43-101)

O Estudo de Viabilidade confirma o Projeto Araguaia como um projeto de Nível 1 com uma reserva de recursos escalável de alto teor, uma vida longa de mina e de baixo custo para obtenção de ferro-níquel para indústria de aço inoxidável.  O Estudo inclui a opção para a construção futura de uma segunda linha de processamento que dobrará a capacidade produtiva do Araguaia de 14.500 t/a níquel para 29.000 t/a níquel.

A expansão da segunda linha dará uma vida de mina de 26 anos, gerando fluxos de caixa após impostos de US$2.6 Bilhões,
um valor presente líquido de US$741 milhões e uma TIR de 23.8% com base no preço estimado do níquel de US$14,000/t.
A segunda linha será financiada por meio dos fluxos de caixa operacionais, o que significa que o custo de capital inicial continuará no mesmo nível de US$443 Milhões do estágio 1 do Estudo de Viabilidade.






Switch to desktop view